Fundação Renascer lança projeto CultivaMENTE nas cinco unidades socioeducativas

O projeto tem como finalidade promover educação ambiental e conceitos básicos de meio ambiente (teórico e prático)

A Fundação Renascer promoveu na manhã desta quinta-feira, 20, o lançamento do projeto CultivaMENTE. A cerimônia ocorreu no auditório da Comunidade de Atendimento Socioeducativa Masculina (Casem), localizada no município de Nossa Senhora do Socorro.

O Projeto CultivaMENTE tem como finalidade promover dentro das cinco unidades socioeducativas administradas pela Fundação Renascer a amplitude da educação ambiental, conceitos básicos de meio ambiente (teórico e prático), reflexões e ações sobre as problemáticas ambientais. Segundo o coordenador do projeto e Diretor da Comunidade São Francisco de Assis (CASE II), Gladston Santos, a metodologia do trabalho terá como foco a educação.

“A metodologia de trabalho desenvolvida no projeto CultivaMENTE também ajuda no bom convívio diário entre servidores e adolescentes. Com o trabalho transdisciplinar se busca conscientizar os socioeducandos de que é possível viver em sociedade sem delinquir e ser cidadão de bem, de fato e de direito, outro ponto que será trabalhado é a leitura, escrita, requisito para emancipação social e promoção da cidadania dos adolescentes, pois é por meio do conhecimento que se interpreta o mundo e vivencia experiências que proporcionam e solidificam os conhecimentos significativos no processo de aprendizagem”, disse.

Durante o lançamento, foi apresentado um espaço composto por mudas produzidas pelos jovens da Casem. “É muito bom aprender sobre educação ambiental, saber como funciona o processo de plantação. Estou feliz em saber também que por meio do projeto vou conseguir ter uma renda extra após retornar ao convívio familiar”, afirmou o jovem.

Presenças

O evento contou com a presença de diversos Magistrados, a exemplo da Juíza e Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), Iracy Mangueira, o Presidente da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase), Roberto Alcântara, a Defensora Pública, Richesmy Libório e servidores da Fundação Renascer.

Última atualização: 20 de julho de 2023 13:27.

Pular para o conteúdo