Governo de Sergipe certificará 51 alunos privados de liberdade por meio do Encceja 2019

33 deles serão certificados pela conclusão do Ensino Médio e 18 a nível de conclusão do Ensino Fundamental
Cumprindo o preceito da universalização da Educação e oportunizando à população privada de liberdade de concluir o ensino médio ou o ensino fundamental, além de garantir a redução da pena através da possibilidade de estudar, o Governo de Sergipe oferta três vezes ao ano os Exames Supletivos e uma vez ao ano a aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos para pessoas em situação de Privação de Liberdade e Jovens sob Medida Socioeducativa (Encceja Nacional PPL).
O Encceja Nacional PPL 2019 aconteceu nos dias 08 e 09 de outubro de 2019 em todo Brasil e como não poderia ser diferente, em Sergipe participaram do processo 408 candidatos, deste total, 266 para o Ensino Fundamental e 142 para o Ensino Médio. Nessa edição foram aprovados integralmente pelo Encceja PPL/ 2019, 51 alunos, onde 33 deles serão certificados pela conclusão do Ensino Médio e 18 a nível de conclusão do Ensino Fundamental. Os demais alunos poderão utilizar as notas em outras edições do Encceja ou dos Exames Supletivos como aproveitamento de estudos, o que possibilita na maioria dos casos concluir o nível de estudos e assim dar continuidade à vida escolar.
Segundo a diretora de Educação da Seduc, professora Ana Lúcia Lima, integra o plano estratégico do Estado para a área da educação o aumento da escolaridade da população de Sergipe, e, nesse sentido, o Encceja e os Exames Supletivos ofertados pela Seduc promovem o cumprimento da obrigação social de oportunizar a conclusão dos ensinos fundamental e do ensino médio a todos que não puderam concluir o estudos na idade adequada. “Para os privados de liberdade esses exames apresentam uma relevância ainda maior pois contribuem para a reinserção social”, afirma.
De acordo com o coordenador da DIEX/SEJA, prof. Edson Aragão, o próximo passo é a certificação dos aprovados, “mostrando a cada um dos alunos o quanto são capazes de construir uma nova história de vida, uma história fundamentada numa formação que possibilitará melhores oportunidades de vida”.
Nova oportunidade
Os alunos que não conseguiram êxito em todas as disciplinas, poderão realizar provas das disciplinas pendentes no Encceja 2020 quando o edital for publicado ou ainda participar dos Exames Supletivos 2020, previsto para iniciar nas unidades prisionais e socioeducativas no mês de março.
A proposta do Encceja é oportunizar ao público privado de liberdade a conclusão dos estudos de Educação Básica, possibilitando também a remissão da pena, isto é, redução da pena, melhores oportunidade de ingresso ao mercado de trabalho e retorno à vida em sociedade.

Fonte: ASN


 

 

 

 

 

 

Última atualização: 24 de janeiro de 2020 09:52.

Pular para o conteúdo