SOCIOEDUCANDOS UTILIZAM GARRAFAS PET PARA CONSTRUIR OBRAS ARTESANAIS

Oito socioeducandos acolhidos pela Comunidade São Francisco de Assis (CASE I), participaram na manhã de hoje de oficinas de artes. O projeto, realizado pelo Governo do Estado de Sergipe, recebeu o apoio educacional de membros da Igreja Universal do Reino de Deus e dos gestores da Fundação Renascer.

O foco da atividade foi trabalhar a criatividade de cada adolescente a partir da confecção de garrafas personalizadas, utilizando matéria-prima natural para obter um resultado positivo. Conforme avaliação apresentada pela orientadora Patrícia Vieira, formada em artesanato, a oficina sobrepõem uma dimensão enorme na área profissional dos jovens. “Esse projeto é um desafio para os adolescentes. Muitos não sabiam como ganhar dinheiro com a parte de artesanato, mas aqui eles aprenderam fazer obras incríveis utilizando uma simples garrafa pet. Com esse material em mãos eles podem vender no valor simbólico de 20 ou 30 reais; isso vai depender da criatividade e do trabalho operacional a ser explorado pelos garotos”, ressalta a artesã.

Os socioeducandos que atualmente compõem a medida socioeducativa do Estado de Sergipe estão sempre participando de oficinas multiculturais diante da perspectiva de retornar ao convívio social possuindo novos aspectos e aptidões positivas. Uma forma a mais de quebrarem as barreiras erguidas pelo preconceito, bem como serem bem recebidos pelas empresas e a sociedade em geral. Essas ações educacionais são realizadas de acordo com todos os requisitos exigidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), e pelo Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase).

Última atualização: 29 de outubro de 2018 16:16.

Pular para o conteúdo